19 junho, 2007

Urgência

Podia ter deixado esta citação para amanhã, mas achei que não valia a pena esperar.


Every gun that is made, every warship launched, every rocket fired, signifies in a final sense a theft from those who hunger and are not fed--those who are cold and are not clothed. This world in arms is not spending its money alone--it is spending the sweat of its laborers, the genius of its scientists, the hopes of its children.

Dwight Eisenhower, Speech (1953)

Alguma coisa se perdeu na América.

6 comentários:

Mike disse...

Perdeu-se sim senhor e continua a perder-se. Mas os presidentes norte-americanos são muito hábeis (para evitar dizer cínicos) na teoria e pouco ou nada praticantes. Mesmo o Sr. Eisenhower. Ele que foi o Com. Supremo das Forças Aliadas quando foram lançadas as bombas sobre Hiroshima e Nagasaki. Mas "tá" bem.

L. Rodrigues disse...

Talvez ele tenha tido a sabedoria de aprender com o que viveu...

A.Teixeira disse...

Permita-me manifestar a discordância, L. Rodrigues.

Sou da opinião contrária. É que alguma coisa se ganhou na América de 1953 para cá: a capacidade crítica para denunciar publicamente a hipocrisia de discursos como o de Eisenhower que cita.

É que as despesas militares naquele ano do discurso (1953) representaram 14,2% do PIB dos Estados Unidos...

Durante todo o resto do período da Administração Eisenhower só em 1960 é que elas baixaram dos 10% (9,3%)...

Para dar uma ideia de grandeza, as despesas militares cifravam-se em 6% do PIB durante os anos dos discursos bélicos de Reagan e em 3% em 2001, antes da luta contra o terrorismo de G. W. Bush... Veja-se aqui a evolução das despesas de 1940 a 2003:

http://www.truthandpolitics.org/military-relative-size.php?print=yes

Os anos 50 eram anos em que os políticos não eram sujeitos ao escrutínio que depois vieram a sofrer e lhes era permitido proferir discursos destes sem contraditório.

Once In a While disse...

"... Application of America's influence in world affairs with such fortitude and such foresight that it will deter aggression and eventually secure peace;..."

1º item do 1º discurso feito ao Congresso ..
perdeu .. sem dúvida que perdeu.

L. Rodrigues disse...

a. Teixeira
Obrigado pela discordância e pelo Link.

Na verdade, descobri esta citação num contexto específico que tem que ver com o peso do Pentagono no consumo de combustiveis Americano, e que representa cerca de 24%. (Desculpe não ter link para a fonte).
Dir-se-ia que se trata fazer guerra para assegurar petróleo para fazer guerra para... (já percebeu)

Zé Ninguém disse...

Estamos sufuicientemente equipados para ternuras a este?

http://absolutamenteninguem.blogspot.com/2007/06/esquerdalhas-e-faschizoides-3.html