19 setembro, 2007

Poderes assimétricos

Se bem entendo a teoria liberal, no mercado de trabalho empregado e empregador devem ser livres de estabelecer os contratos que entenderem, porque estão em posições simétricas da mesma forma que quem compra um pão e um padeiro. A unica coisa que precisam é de concordar com o preço e o resultado é garantidamente o que mais interessa a ambas as partes.

Ou seja, um repositor do Wal-Mart é suposto estar numa posição relativa de poder de negociar as suas condições laborais com uma empresa que é responsável por 11% das exportações da China.

Há quem ache que é nestas alturas que fazem falta sindicatos, porque muitos sempre têm mais peso que um. Mas depois é preciso que as leis ajudem. No caso reportado, ajudam a Wal-Mart.

Depois de despedirem, ilegalmente, um trabalhador por este tentar organizar um sindicato, os responsáveis foram condenados a pagar uns milhares de dólares, correspondentes aos salários desde a data do despedimento. O crime compensa.

2 comentários:

Mike disse...

... e os criminosos continuaram no local do crime. Um bocado crazy esse repositor... mas não justifica a (condenável) acção patronal, já para não falar de leis que defendem os mais poderosos. Não devia ser ao contrário?

Samir Machel disse...

Agora o exemplo do aluguer da casa mesmo quando têm dimensões semelhantes. Pode uma pessoa que precisa de um sítio para dormir estar na mesma situação que um arrenda uma casa vazia.

Continua a chocalhar!